Ex-empresa de Harvey Weinstein terá diretoria feminina e mudará de nome

twc.jpg

De acordo com o Deadline, um grupo liderado por Maria Contreras-Sweet, ex-oficial do governo Obama está negociando para comprar a companhia ‘The Weinstein Company’.

A oferta, que conta com Ron Burkle da Yucaipa Enterprises e a Lantern Capital como parceira minoritária, é de aproximadamente US$ 475 milhões. Não está claro ainda se Ron Burkle terá um cargo se isto acontecer, já que a Contreras-Sweet quer uma mulher para comandar a nova versão da companhia.

David Glasser deverá ficar a cargo da renomeação do estúdio, e Harvey não terá participação, foi dito ao The Wrap.

O novo proprietário – que parece ser o grupo Contreras-Sweet – obterá os ativos, dívidas que chegam a cerca de US$ 350 milhões (R$ 1.1 bilhão) por conta dos projetos adiados e cancelados, funcionários e projetos da Weinstein.

É provável ainda que ocorra algumas demissões, disseram ao The Wrap, já que estão planejando que seja uma versão totalmente diferente da que possuía o nome “Weinstein”.

Gabryelle Bittner, 22 anos, formanda em Psicologia e viciada no mundo de filmes e séries. É uma das idealizadoras do projeto Ladie's Room.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.