Série “Mindhunter” mostra como surgiu o termo ‘Serial Killers’

tumblr_oy19vcAUz51vctbbwo1_1280

Mindhunter é uma série policial que já está disponível na Netflix, com 10 episódios em sua primeira temporada. Tem como produtor David Fincher, de filmes como “Seven”, “Clube da Luta” e “Zodíaco”. Para quem gosta de “Mad Men”, a série não vai decepcionar, porque é evidente a influência deste nas cenas. Principalmente sobre como o FBI tratava algumas questões entre seus policiais de forma bem tradicional, típica dos anos 70.

Baseado no livro sobre a vida e a trajetória do agente do FBI John Douglas e Mark Olshaker, responsável por levar para a agência federal americana, ainda nos anos 1970, a ciência da criação de perfis psicológicos de homicidas em série. A  própria terminologia “serial killer” não existia antes dele.

download-horz

John Douglas se chama Holden Ford na série, e é interpretado por Jonathan Groff, que é o primeiro a trazer todo o questionamento sobre como a mente dos criminosos funciona, mesmo tendo que lidar com as resistências da comunidade policial sobre o assunto e a inclusão da psicologia na mesma.

Resultado de imagem para jonathan groff mindhunter

A decisão da série de ter um protagonista um tanto quanto antipático e egocêntrico é muito corajosa, mas o desenvolvimento da personalidade de seu personagem é claro nos decorrer dos episódios.

Além do desenvolvimento do protagonista interpretado por Groff, vemos a grande atuação de outros personagens da série como a do ator Cameron Britton (Edmund Kemper). Sua interpretação do serial killer é impecável e chega até a ser perturbadora, pela sua falta de expressão ao falar de suas vítimas.

A série não nos deixa na mão quanto ao assunto psicologia, explicando perfeitamente os termos, e até mesmo uma parte de uma das teorias de Freud.

Apesar de ser policial, não traz ação, tiros e perseguição, mas a comunicação e o questionamento de como funciona a mente de um assassino em série. O diálogo inteligente entre todos os personagens da série é tão eloquente, que nos prende cena após cena, assim como a fotografia que é sombria e fria (típica dos filmes de Fincher) e o cuidado na reconstituição da época, já que a série passa em meados dos anos 70.

Mindhunter já tem a segunda temporada confirmada e terá como tema o assassinato das crianças de Atlanta ocorridos entre 1979 e 1981 pelo serial killer Wayne Williams.

 

 

Gabryelle Bittner, 22 anos, formanda em Psicologia e viciada no mundo de filmes e séries. É uma das idealizadoras do projeto Ladie's Room.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.